Através da parreira

O vinho teve influência na cultura europeia durante séculos. No ano 1600 AC, os romanos espalharam as uvas de vinho pela Europa e adquiriram rapidamente a habilidade em classificar as cores e variedades da uva, observando as características, e criando técnicas de fertilização. No primeiro século DC, o vinho era exportado da Itália à Espanha, Alemanha, Inglaterra e França. A adega mais antiga em funcionamento, a  Château de Goulaine, na França, está aberta aos visitantes até hoje, e foi o motivo pelo qual o país e as áreas ao redor dominassem rapidamente o mercado mundial do vinho.

The cellar of the Chateau de Goulaine, France, is considered the oldest family business in Europe.
jardín del Chateau de Goulaine

Atualmente, inúmeras vinícolas abrangem o interior da Europa, estendendo-se ao horizonte com fileiras intermináveis de parreiras. A antiguidade do vinho deste continente está mais presente do que nunca. Os brancos doces abrem espaço para os tintos secos na vinificação do Velho Mundo. Descubra as tradições familiares e colheitas prestigiadas parase ter uma experiência única ao saborear um vinho.

Do champanhe espumante ao rico vinho do Porto, a Europa é o lar dos famosos produtores, e das distintas variedades da bebida. A maioria das vinícolas fica feliz em mostrar aos visitantes como as uvas crescem e depois são transformadas em vinho. Um restaurante dentro do local geralmente também demonstra como cada vinho é harmonizado com a comida. Experimente a cozinha local com uma combinação perfeita.

Cada região vinícola proporcionam uma sensação diferente, desde o Vale do Rio Danúbio à famosa Região Rioja na Espanha, das colinas ondulantes da Toscana às Ilhas Aegean na Grecia. Prove os clássicos especiais que essas regiões oferecem, para um verdadeiro sabor local. Descubra as variedades de uvas que vai em cada garrafa, e as técnicas que diferem de vinícola para vinícola. Caminhe pelas fileiras de parreiras com mestres em vinho para ter uma degustação mais profunda da bebida.

Such barrels in a wine cellar Hungarian are aged for years before being used.
Wine barrels in Hungary

Para uma experiência com vinho ainda mais rica, planeje as suas férias ao redor dos diversos festivais de vinho europeus. O Festival de Vinho de Stuttgart, na região de Baden-Württemberg, na Alemanha, é um evento calmo com 120 tendas servindo até vinhos regionais, maultaschen (ravióli) e ofaschlupfer (pudim de pão doce). Outros festivais imperdíveis, são o Festival da Uva e Vinho, de Luxemburgo, Festival Mar do Vinho, da Bulgária, e Festival do Vinho de Limassol, do Chipre.

A bebida é tomada com mais seriedade na Europa e, por conta disso, os percursos temáticos tornaram-se populares entre os turistas e os habitantes locais. Com mais de 60 rotas do vinho para escolher, existe algo para o agrado de todos. Visite o Kellergassen na baixa Áustria para uma chance única na vida de caminhar de adega em adega, saboreando o vinho enquanto admira castelos e monastérios centenários. Experimente as uvas indígenas do Vale Vipava, na região do Mediterrâneo. Conheça o Xató com uma cerimônia de esvaziamento do barril de vinha. Explore, experimente e sinta o cheiro ao longo das vilas das zonas vinícolas do Vale Nahe, na Alemanha.

San Gimignano, Tuscany, is famous for its white wine produced on site.
San Gimignano, Tuscany, is famous for its white wine produced on site.

Muitos vinhos têm colheitas especiais com envelhecimento perfeito. Essas reservas muito procuradas podem ser mais caras, mas a qualidade não pode ser ignorada. Cada região vinícola tem uma diferença para um vinho de reserva, então confira o rótulo ou peça ao sommelier. Se você estiver comprando uma garrafa para levar para casa como uma lembrança, esteja familiarizado com a alfândega antes de comprar. Caso planeje levar o vinho comprado na Europa para casa, tenha em mente que muitas vinícolas realizam envio internacional ou fornecem embalagens especiais para garrafas que você pode levar para casa.