Subcribe

Vistos, documentos e passaportes 

 

Está planeando visitar a Europa. Fantástico! Gostaríamos de dar a você as boas-vindas e partilhar com você o que torna esse lugar tão especial. Tem aqui algumas respostas às perguntas mais frequentes sobre a preparação de sua viagem à Europa. Discutir essas questões vai tornar sua viagem mais fácil e conveniente! 

 

O que é Schengen?  

 

A Zona Schengen facilita a circulação na Europa. Basicamente, tem a ver com os 26 países europeus que aboliram os passaportes individuais e controle de fronteiras em troca de uma única política comum. Para você, isso quer dizer que não existe controle de passaporte quando circula entre países na maior parte da Europa Continental. Sabia que a Zona é maior área de circulação livre em todo mundo? 

 

O que é um Visto Schengen?

 

Uma vez que a Zona Schengen funciona praticamente como uma entidade, você só precisa de um único visto para visitar todos os países incluídos nele. Isso quer dizer que pode voar para França, viajar para a Alemanha e sair da Polônia sempre sob o mesmo esquema simples.  

Há dois tipos primários de vistos Schengen: uma isenção de visto e um visto. A isenção permite a certos titulares de passaporte (explicamos melhor no próximo parágrafo) entrar na Zona Schengen sem visto emitido por uma embaixada de um país Schengen. Para a maioria das pessoas com passaportes na lista de isenções, a isenção significa que eles podem ficar na Europa até 90 dias a cada 180 dias. Por outras palavras, se permanecer 90 dias na Zona Schengen, só poderia voltar após 180 dias.  

Para aqueles que precisam de um visto, vão ter de ir à embaixada de um país da Zona Schengen (ou centro de visto terceirizado). Continue a ler para saber mais. 

 

Quem precisa de um Visto para entrar na Europa?    

 

Há sessenta e três países no mundo que têm uma isenção de visto para a Zona Schengen. Isso quer dizer que as pessoas com passaportes oriundos desses países podem entrar e sair livremente conforme descrito acima. Alguns países na lista de isenções de vistos são os Estados Unidos, o Canadá, a Austrália, o Brasil, a Coreia, o Japão e a Nova Zelândia. Se seu país não estiver na lista de isenções de visto, vai ter de requerer um visto de um país Schengen na embaixada ou consulado mais próximo. 

Nota: No próximo ano vai entrar em vigor o Sistema de Autorização e Informação de Viagens para a Europa ou ETIAS. Resumindo, ETIAS é um sistema eletrônico de autorização para cidadãos de países que não exigem vistos para entrar na Zona Schengan 

 

Como requerer um Visto Schengen?

 

Se possuir um passaporte de um país de isenção Schengen, só tem de vir!  
Basta ter a certeza que seu passaporte foi emitido na última década, que está válido durante pelo menos mais seis meses e que tem várias páginas em branco.  

Se precisar de um visto para entrar na Zona Schengen, deve requerer um do país na Europa que vai visitar em primeiro lugar ou no qual vai passar mais tempo. Todos os vistos têm de ser processados e emitidos na embaixada ou consulado no seu país de residência. Antes de requerer um visto, pense bem no visto que quer. Há vários tipos, apesar do mais comum ser um visto de turista. 

Para simplificar, tem aqui um resumo dos passos que tem de seguir: 

  • A maioria dos países Schengen têm uma embaixada ou consulado por perto. Por, porém, acontecer que um país Schengen terceirize o processamento do visto a outro país, mas você só tem que pesquisar online para saber se isso se aplica ao seu país de origem. É também possível que, em vez de uma embaixada ou consulado, o país Schengen em questão tenha um centro de vistos. Isso também pode ser pesquisado na Internet. 
  • O processamento de vistos Schengen pode ser demorado. Conselho: Faça o requerimento atempadamente! Pode requerer até seis meses antes e no mínimo 15 dias antes. Quanto mais cedo melhor. 
  • Assim que começar a planear, agende uma marcação. Normalmente o agendamento pode ser feito online, apesar de que em alguns países isso possa ter de ser presencial.  
  • Preencha os materiais relevantes do requerimento e reúna todo o material. A lista standard de documentos inclui o formulário de requerimento do visto, um passaporte válido, duas fotografias idênticas, seguro de viagem, uma reserva de viagem de ida e volta (ou, pelo menos, um itinerário de voo com datas específicas e números de voo), comprovativo de alojamento e comprovativo de autonomia financeira.  
  • O último passo é para estar presente na entrevista e pagar a taxa.
Dica: Mesmo que tenha um visto Schengen válido, é importante trazer os documentos que suportam isso com você para a Europa. Pode ser solicitado na fronteira a comprovar o alojamento, meios e passagem de volta. 

 

Restrições de viagem e entrada em resposta ao Coronavírus 

 

Apesar de a situação da Covid ter melhorado substancialmente no último ano, as regras mudam rapidamente e ninguém sabe o que pode acontecer nos próximos meses. O melhor é verificar a página web do ministério do país onde está a planear chegar para saber se há novas atualizações que possam afetar seus planos.  

De um modo geral, quem viaja para a Europa já não tem de apresentar prova de vacinação ou testes negativos à Covid. No entanto, seria sensato consultar o seu médico para saber se ele/ela recomenda alguma imunização. No caso de ficar doente com Covid (ou outra doença qualquer) enquanto está na Europa, se certifique que sua apólice de seguro cobre. Como prevenção, traga seu cartão de seguro e as prescrições com as embalagens originais em sua bagagem de mão, e traga medicamentos suficientes para o tempo inteiro da sua viagem. Qualquer prescrição tem de ser emitida por um médico. Existem muitas farmácias nas cidades, localidades e vilas europeias, que estão identificadas com uma cruz verde. 

Dica: É uma boa ideia aprender a palavra para farmácia em vários idiomas europeus, tal como Chemist, Pharmacy, Pharmacia ou Apotheek! 

Pode se informar sobre as mais recentes atualizações em termos de Covid nestes dois websites úteis: Visite Europa – Informação sobre a Covid e Reabertura da Europa da Comissão Europeia. Através destes links pode informar-se sobre as mais recentes atualizações em seus destinos favoritos.