Pratosmediterrâneos imperdíveis

Uma das melhores partes de uma viagem internacional é experimentar a culinária local. Alguns dos melhores pratos da Europa vêm do Mar Mediterrâneo. Começando pela Espanha, vamos destacar alguns ótimos pratos de toda a região costeira, até a Turquia.

Considerado por muitos como o prato nacional da Espanha, a paella vem da cidade costeira de Valência. Seu nome literalmente significa “panela”, uma referência às grandes e rasas panelas utilizadas para cozinhar o arroz e demais ingredientes. Há muitas variações, mas a paella valenciana tradicional contém arroz, feijões verdes, carne (normalmente frango ou coelho), caramujo, feijão branco e temperos. Outra variação popular é a paella com frutos do mar, que leva vantagem pelos deliciosos peixes e mariscos frescos que vêm do Mediterrâneo.

Quando o tempo estiver agradável você pode pegar alguns produtos locais e jantar ao ar livre.

Quando estiver na Península Ibérica, você não pode perder a oportunidade de experimentar a culinária portuguesa. O cozido à portuguesa é um ensopado tradicional que consiste em várias carnes diferentes, linguiças e vegetais, dependendo da região e dos ingredientes sazonais.   

Siga até a costa de Marselha, na França, e é provável que você encontre bouillabaisse no menu. Este é um ensopado de peixe tradicional provençal criado por pescadores que precisavam de uma forma de comer os peixes mais ossudos que não conseguiam vender no mercado. O moderno bouillabaisse usa uma variedade de peixe e frequentemente contém mariscos, polvo e ouriços-do-mar. Os frutos do mar são cozidos com uma mistura de vegetais e ervas e temperos provençais locais, e é servido com rouille, uma espécie de maionese apimentada.

O azeite vai bem em quase tudo no Mediterrâneo, e por uma boa razão: as azeitonas aqui são os melhores do mundo.

Descendo a costa até a Itália está Nápoles e sua parmigiana. A cidade é sempre citada como o local de nascimento da pizza e é conhecido como o coração dos pratos de massa, mas a parmigiana é a verdadeira delícia local. A beringela fatiada é frita em uma frigideira ou mergulhada no óleo e depois distribuída em camadas com molho de tomate e queijo (normalmente parmesão, ou muçarela). Algumas variações incluem carnes como frango ou vitela.    

Cada país tem suas próprias variedades de vinho, e cada um é adequado para harmonizar com pratos diferentes.

No pequeno país San Marino, pare para uma piadina, uma fina fatia de pão tradicionalmente assada em um prato de terracota, porém hoje é tipicamente assada em uma chapa de metal. O recheio pode ser o de sua preferência, variando entre sanduíches vegetarianos, de queijos e frios, opções doces com geleia de frutas ou creme de avelã. As piadinas variam de espessura de região para região, algumas com o pão mais fino parecido com o pita, ou ainda mais largas como um wrap.   

Pule o Mar Jônico e siga para a Grécia, onde você encontrará o pastitsio, um prato saboroso em camadas que leva macarrão. Carne moída de vaca ou de cordeiro e tomate são prensados entre as camadas de massa, cobertos com molho béchamel (um simples molho à base de leite) e assados, algo semelhante a uma lasanha.

A última parada em uma viagem culinária ao redor do Mediterrâneo é a Turquia. Embora o pilar da culinária turca ainda seja o kebab, há muito mais para se comer no país. Experimente o manti, um prato de bolinhos que varia conforme a região, mas uma das versões mais elogiados é a Kayseri mantisi, que consiste em pequenos bolinhos, geralmente recheados de codorna, frango ou ganso, e, em seguida, cobertos com iogurte, um molho de tomate à base de óleo e temperos.